O DIREITO AO ESPORTE SEGURO E INCLUSIVO E O LEGADO SOCIAL DOS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS NO BRASIL

O painel de abertura do II Encontro Brasileiro de Mediação em Esportes Educativos teve como proposito reunir órgãos governamentais, organismos internacionais, redes de esportes e jovens em torno do tema “O direito ao esporte seguro e inclusivo e o legado social dos megaeventos esportivos no Brasil”.Fala do Ministério do Esporte - Foto Universidade do Futebol

Foto: Rubens Pássaro – Universidade do Futebol

Participaram como palestrantes, sob a coordenação de Fabio Alessandro Sousa Cabral, Diretor Executivo do Instituto Formação:

  • Prof. Ms. Sergio Augusto Rosa de Souza, Representante do Ministério do Esporte – Brasil
  • Liisa Folkersma, Oficial do Programa Esporte para o Desenvolvimento, UNICEF
  • Daniel Macedo, Representante da Rede de Adolescentes e Jovens pelo Esporte Seguro e Inclusivo (Rejupe) no Ceará
  • Mirella Domenich, Diretora Executiva do Rede Streetfootballworld Brasil
  • Francilda Fonseca, Representante dos Fóruns da Juventude da Baixada

Plenária

Todos ressaltaram a importância de se ter no país uma política mais inclusiva e estruturante da prática do esporte, sobretudo por dentro das escolas públicas.

O representante do Ministério do Esporte falou do Programa Segundo Tempo, como um dos principais legados sociais que o Ministério pretende deixar, além de novos projetos que estão sendo concebidos pelo Ministério, em parceria também com o MEC, como por exemplo do do atletismo nas escolas.

A representante do UNICEF resgatou contundentemente o direito de todas as crianças e adolescentes ao esporte, o que foi enfatizado na fala do representante da Rejupe.

Pelo Streetfootballworld, Mirella ressaltou a paixão e o amor pelo futebol, presente no dia a dia dos brasileiros e o papel da Rede no Brasil, mobiliando e fortalecendo organizações que trabalham com esporte, especialmente o futebol.

Por fim, Francilda Fonseca encerrou a primeira parte dizendo “eu sou baixadeira, maranhense e não sou de cidade sede de Copa e Olimpíada, mas sou brasileira e como tal tenho direito a legados desses megaeventos, bem como todos os brasileiros, independente de onde vivam”.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s